Densitometria Óssea

Angio Tc. de Coronárias
14 de julho de 2017
Mamografia
17 de julho de 2017

A Densitometria Óssea estabeleceu-se como o método mais moderno, aprimorado e inócuo para se medir a densidade mineral óssea e comparar com padrões para idade e sexo, condição indispensável para o diagnóstico de doenças que possam atingir os ossos. É o único método reconhecido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) que permite o diagnóstico de osteoporose.Os aparelhos atuais aliam precisão e rapidez na execução dos exames, com baixa exposição à radiação tanto para o paciente, quanto com o próprio técnico que realiza o procedimento.

O método realiza medidas quantitativas da massa óssea em certos locais do corpo humano. No geral, as partes de interesse na obtenção das imagens para diagnóstico são o fêmur e a coluna vertebral, tendo em vista que as partes do corpo mais afetadas na osteoporose são: o colo do fêmur, a coluna, a pelve e o punho.

Segundo a OMS, a osteoporose é definida como uma doença caracterizada por baixa massa óssea e deterioração da micro-arquitetura do tecido ósseo. Sem sinais clínicos evidentes, é recomendado que se repita anualmente o exame para que o médico tenha um acompanhamento evolutivo da osteoporose e determine um tratamento eficaz da doença.

O objetivo de se fazer uma densitometria óssea é avaliar o grau da osteoporose, indicar a probabilidade de fraturas e auxiliar no tratamento médico. O paciente não necessita de preparo especial e nem de jejum. O exame leva aproximadamente 15 minutos. A osteoporose pode ser controlada.

Como outros exames radiológicos, não há contra-indicações formais ao exame de Densitometria Óssea, devendo ser evitado em pacientes grávidas ou com suspeita de gravidez. Também é aconselhável que o exame não seja realizado poucos dias após exames contrastados.
A Sonimagem conta com três aparelhos de Densitometria Óssea da marca GE/Lunar, modelo NT

Informações gerais

Exame realizado em equipamento de densitometria óssea da marca GE Lunar, modelo NT

Descrição

Exame simples e rápido com tecnologia que utiliza baixas doses de raios-x para a detecção de perda óssea.

Procedimento

É realizado através de um aparelho que determina a massa óssea, verificando assim a quantidade de perda óssea e o risco de fratura, sendo bastante auxiliar no tratamento médico. O exame é fácil, indolor, não requer nenhuma preparação especial e nem estar em jejum, podendo ser feito com qualquer roupa.

Orientações

Apresentar solicitação médica e guia de convênio (exceto pagamento particular).
Apresentar exames anteriores se houver.
Este exame não é realizado em gestantes, salvo em situações nas quais ele seja absolutamente necessário.

Caso o (a) paciente tenha realizado exames de Medicina Nuclear (cintilografia) ou de Radiografia/Tomografia Computadorizada com a utilização de contraste oral ou retal, deverá esperar o mínimo de sete dias antes da realização da densitometria óssea.

No dia do exame, deverá ser suspenso o uso de medicamentos que contenham cálcio.

Preparo

Não é necessário preparo para este exame.

Duração do exame

Este exame é realizado em aproximadamente 10 min.

 

Prazo de entrega

O prazo de entrega de resultado para este exame é de 02 (dois) dias úteis.

Equipamento utilizado

A Densitometria Óssea estabeleceu-se como o método mais moderno e aprimorado para se medir a densidade mineral óssea e comparar com padrões para idade e sexo.
Essa é condição indispensável para o diagnóstico e tratamento da osteoporose e de outras possíveis doenças que possam atingir os ossos. Os aparelhos hoje utilizados conseguem aliar precisão e rapidez na execução dos exames com mínima exposição à radiação.